• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Refeitório e pousada foram arrastados por lama em Brumadinho; 60 mortes são confirmadas

Geral

Refeitório e pousada foram arrastados por lama em Brumadinho; 60 mortes são confirmadas

Buscas chegam ao 4º dia e agora têm o reforço de 136 militares de Israel. Há 292 desaparecidos, segundo último balanço, divulgado às 10h30 desta segunda-feira (28).

Vitor Bortolotti e Rafael Silva Freitas

Redação Folha Vitória
Foto: pexels

As buscas por vítimas e sobreviventes da tragédia provocada pelo rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, foram retomadas na manhã desta segunda-feira (28). O balanço oficial mais recente, divulgado pelas autoridades às 10h30, lista 60 mortes e 292 desaparecidos.

A barragem de rejeitos, que ficava na mina do Córrego do Feijão, se rompeu na sexta-feira (25). A lama varreu a comunidade local e parte do centro administrativo da empresa. Entre as vítimas, estão moradores e funcionários da Vale.

As equipes lideradas pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais adotam diferentes estratégias para localizar sobreviventes e vítimas. Aos poucos, a lama fica mais sedimentada – ou seja, menos fofa. Por isso, as equipes precisam tomar cuidados para não colocar em risco os possíveis sobreviventes nem os próprios bombeiros.

Foto: pexels

Eles afirmam que o tempo firme permite que os trabalhos sejam agilizados. Além disso, helicópteros estão sendo utilizados para resgatar corpos – sete foram resgatados nesta segunda.

Neste quarto dia de buscas, 136 militares de Israel vão reforçar os trabalhos de resgate, juntando-se a cerca de 270 brasileiros de vários órgãos que atuam na região. A tropa da ajuda oferecida pelo governo israelense já está no local da tragédia e levaram equipamentos que podem detectar corpos e sinais de celulares debaixo da lama.